EBIT

E

O que é EBIT?

O EBIT, ou Earnings Before Interest and Taxes, é um indicador que demonstra o lucro da empresa antes do reconhecimento de suas despesas com juros e impostos.

Em português, o EBIT é chamado de LAJIR, ou Lucro Antes de Juros e Impostos. Através dele, é possível entender melhor os resultados operacionais informados no Demonstrativo de Resultados de exercício (DRE) de uma companhia.

Com o EBIT, tanto um investidor quanto um empresário conseguem descobrir o resultado de um negócio de maneira isolada do seu capital ou tipo de carga tributária que ele estiver inserido. Isso porque ele desconsidera os juros, relacionados à estrutura de capital, e os impostos, provenientes da carga tributária.

Para que serve o EBIT?

O EBIT pode ser uma métrica bastante útil para quem deseja avaliar uma companhia listada na bolsa de valores. A partir dos seus valores, é possível identificar o real lucro da empresa em seus resultados operacionais.

Isso porque esse indicador traduz os ganhos e perdas da empresa para que ela consiga exercer sua atividade principal. Sendo assim, fica mais fácil entender qual o verdadeiro lucro da empresa em seus resultados operacionais, sem considerar juros ou imposto de renda a serem pagos, mas incluindo depreciações e amortizações no cálculo.

Como calcular o EBIT?

Para fazer o cálculo do EBIT é necessário lembrar que esse indicador representa o lucro da empresa antes do pagamento de juros e impostos. Portanto, basta somar os encargos líquidos, impostos sobre lucros e encargos financeiros de financiamento, a partir da seguinte fórmula:

EBIT = Lucro Líquido + Resultado Financeiro + Impostos

Para encontrar essas informações, basta consultar o Demonstrativo de Resultados do Exercício (DRE) da empresa em questão. Esse documento contábil é divulgado trimestralmente pelas companhias de capital aberto na bolsa de valores.

Exemplo de aplicação do EBIT

Vamos supor que, ao analisar o DRE de uma empresa “X”, um investidor encontra os seguintes dados relacionados ao 4º trimestre:

Lucro Líquido: 343.143;
● Impostos: -98.448;
● Despesas Financeiras: – 61.836;
● Receitas Financeiras: 31.387.

Com isso, deve-se encontrar o resultado financeiro líquido da empresa a partir da soma entre as despesas financeiras a receita financeira (juros que a empresa recebe).

Assim, obtém-se o seguinte resultado:

Resultado Financeiro = – 61.836 + 31.387

Resultado Financeiro = – 30.449

Nesse momento, com o resultado financeiro líquido em mãos, basta fazer o cálculo do EBIT da seguinte forma:

EBIT = 343.143 + 30.449 + 98.448
EBIT = 472.040

Vantagens do EBIT

Após entender como analisar e calcular o indicador EBIT, é necessário saber quais as vantagens que esse múltiplo oferece para a análise de resultados de uma empresa. Inicialmente, é possível destacar que o EBIT serve para medir a eficiência operacional de uma companhia.

Isso porque ele desconsidera efeitos que não têm ligação direta com a atividade principal da companhia, como seus resultados financeiros. E com isso, o LAJIR é capaz de mostrar com precisão ao investidor como a companhia está lucrando em relação às suas operações como um todo.

Outro ponto positivo é que o EBIT torna mais fácil para os investidores a análise comparativa. Por desconsiderar o efeito dos juros e dos impostos, ele permite que empresas semelhantes sejam comparadas mesmo que sejam de países diferentes.

Desvantagens do EBIT

Apesar de ter vários pontos positivos, o EBIT ainda exige dos investidores alguns cuidados na hora de utilizá-lo. O principal deles é em relação à alavancagem financeira, que nada mais é do que o volume e custo de dívida que uma companhia possui junto com seus credores.

Por excluir as despesas com juros de seu cálculo, mesmo que uma companhia esteja muito endividada, ele não permite a identificação dessa situação pelo investidor. Da mesma forma, se o custo da alavancagem for alto, a deficiência financeira também não é traduzida pelo EBIT.

Diferença entre EBIT e EBITDA

Apesar de terem nomes semelhantes, o EBIT e EBITDA representam indicadores distintos sobre a contabilidade das empresas. Basicamente, o EBITDA soma ao resultado líquido as despesas com depreciação de ativos tangíveis e amortização de ativos intangíveis.

Sua sigla significa Earning Before Interest, Taxes, Depreciation and Amortization, ou Lucro antes dos Juros, Impostos, Depreciação e Amortização, em português. Sendo assim, ele é como o EBIT somado às despesas com depreciação e amortização.

Com a eliminação desses dois efeitos, ele consegue se aproximar ainda mais do real potencial de geração de caixa de uma companhia. No entanto, não é possível dizer qual dos dois é melhor, já que ambos são fundamentais dentro da análise fundamentalista de empresas com informações distintas.

Como utilizar o EBIT?

Por demonstrar o lucro relacionado às atividades ligadas à operação da empresa, o EBIT serve de base para diversas análises. Com ele, é possível identificar a eficiência e a capacidade de produção de uma companhia sem considerar dados que influenciam esses resultados.

Um outro ponto é que, por não levar em conta despesas com impostos, o LAJIR permite a comparação do lucro e eficiência de uma empresa brasileira com outra do exterior. É importante que a análise leve em conta não só o resultado do período, mas o EBIT histórico do negócio.

Dessa forma, é possível encontrar tendências de queda ou crescimento em sua capacidade produtiva e eficiência.

Indicadores do EBIT

Uma função muito importante do EBIT é servir como base para o cálculo de outros indicadores financeiros relacionados à capacidade operacional de uma empresa.

Com eles, é possível comparar o resultado do EBIT com outras métricas relevantes, como o Enterprise Value, Valor de Mercado e a Receita Líquida.

Por serem os mais utilizados com o indicador EBIT, é importante entender como o EV/EBIT, o P/EBIT e a Margem EBIT são calculados:

EV/EBIT

O mais importante indicador calculado junto ao EBIT é o EV/EBIT, que busca demonstrar a razão entre o Enterprise Value (EV) e o EBIT da empresa.

A fórmula para calculá-lo é a seguinte:

EV/EBIT = Enterprise Value / EBIT

O resultado obtido demonstra por quantas vezes o LAJIR a empresa vem sendo negociada em relação ao seu EV.

Para encontrar o Enterprise Value, responsável por demonstrar o valor da firma, basta usar a fórmula:

EV = Valor de Mercado = Dívida – Caixa – Ativos não operacionais

Quanto menor o valor do EV/EBIT, mais barata a empresa está sendo negociada em relação ao seu EBIT.

No caso contrário, o investidor está pagando mais caro pela companhia em relação ao seu resultado operacional.

P/EBIT

Um outro indicador calculado a partir do EBIT é o P/EBIT, que tem como objetivo avaliar a relação entre o preço e o lucro operacional.

Para encontrar esse resultado, basta dividir o valor de mercado da companhia pelo seu EBIT total. Também é possível chegar ao valor do P/EBIT pela razão entre o preço da ação e o EBIT por ação.

Sendo assim, a fórmula do P/EBIT é:

P/EBIT = Valor de Mercado / EBIT

Quanto maior o resultado, mais caro o investidor está pagando pela companhia em relação ao seu EBIT.

Margem EBIT

Outro indicador analisado junto com o LAJIR é a Margem EBIT, que representa a porcentagem da receita líquida que se transformou em EBIT.

A fórmula para chegar no resultado é:

Margem EBIT = EBIT / Receita Líquida x 100

O valor da Margem EBIT ajuda a descobrir qual o nível de lucratividade operacional da companhia e utilizá-lo em análises comparativas.

Sendo assim, o EBIT é um múltiplo que pode ser utilizado de diferentes formas. No entanto, uma análise fundamentalista assertiva exige o uso de outros indicadores financeiros de empresas.

Foi possível saber mais sobre o EBIT? Deixe suas dúvidas nos comentários.

Adicione Comentários