EV/EBIT

E

O que é EV/EBIT?

O EV/EBIT é um indicador financeiro que compara o Valor da Firma (EV ou Enterprise Value) com o Lucro Antes de Impostos e Taxas, o EBIT.

A principal função do EV/EBIT é ajudar a identificar quanto uma empresa custa em relação ao que ela produz a partir de sua atividade fim.

É importante destacar que na fórmula EV/EBIT, o EV representa o valor de mercado da empresa somado à sua dívida líquida. Enquanto isso, o EBIT representa o nível de lucro operacional que a empresa produz em seu tamanho atual.

Nesse sentido, o EV/EBIT permite saber qual o potencial de geração de lucros de uma companhia. Vale lembrar que, para fins comparativos, ele deve ser utilizado apenas entre empresas do mesmo setor e, de preferência, que sejam concorrentes diretas.

Isso porque empresas maiores possuem um múltiplo maior por conta do pagamento de investimentos.

Como interpretar o EV/EBIT?

Quando o EV/EBIT está elevado, existe uma indicação de que a empresa possui uma boa avaliação no mercado. Consequentemente, isso significa que suas ações estão valorizadas.

Enquanto isso, um EV/EBIT baixo demonstra que a empresa está sendo subavaliada. Com isso, possuem uma forte tendência de valorização ao longo do tempo, tornando a ação mais atrativa para a compra.

No entanto, é importante destacar que, apesar de muito eficiente, o EV/EBIT não deve ser utilizado isoladamente para a tomada de decisões de investimento.

Como calcular o EV/EBIT?

O cálculo do EV/EBIT representa a divisão do Valor da Firma (EV) pelo seu EBIT, através da seguinte fórmula:

Valor de mercado (EV) / Lucro Antes de Juros e Impostos (EBIT)

No entanto, antes de fazer esse cálculo, é preciso descobrir quais os valores do EV e do EBIT da empresa. Para calcular o EV, é preciso somar o valor de mercado das ações com a dívida líquida da empresa através da seguinte fórmula:

EV = Valor de Mercado + Dívida Líquida

O valor de mercado de uma companhia é descoberto após a multiplicação entre o número de ações emitidas e seu preço atual.

Já para calcular o EBIT, é preciso somar:

Lucro Líquido + Resultado Financeiro + Impostos = EBIT

Essas informações podem ser encontradas nos relatórios financeiros disponibilizados pelas empresas listadas na bolsa de valores.

Exemplo de utilização do EV/EBIT

Supondo que uma empresa “Y” tenha a intenção de abrir seu capital na bolsa e precisa determinar o preço de sua ação, é necessário observar outras companhias do mesmo setor.

Em uma situação onde a média entre o EV/EBIT das empresas é de 7,9 vezes, esse número deveria ser aplicado ao EBIT da empresa para que ela encontrasse o seu Valor da Firma e, consequentemente, seu Valor Patrimonial e Preço da Ação.

Já para o investidor, em uma situação onde uma empresa “A” e uma empresa “B” possuem, respectivamente, um EV/EBIT de 9,2 vezes e 8,9 vezes, seria possível afirmar que:

  • A empresa “A” está mais valorizada e melhor avaliada no mercado, podendo ser a melhor opção para a venda;
  • A empresa “B” está mais desvalorizada e pior avaliada no mercado, podendo ser a melhor opção para a compra.

 

No entanto, é importante lembrar que uma análise isolada dessas informações representa um alto risco de distorção dos resultados para o investidor.

Limitações do EV/EBIT

Assim como qualquer indicador, o EV/EBIT não deve ser utilizado unicamente para a análise fundamentalista de investimentos. O motivo para isso é que, por utilizar o EBIT, esse indicador não considera despesas ou receitas financeiras, nem mesmo gastos com impostos.

Por isso, para uma análise eficiente, o EV/EBIT deve ser utilizado junto a outros índices financeiros.

Foi possível saber mais sobre EV/EBIT? Deixe suas dúvidas nos cometnários.

2 comentários