P/EBIT

P

O que é o P/EBIT?

O P/EBIT representa a divisão entre o Preço da Ação e o EBIT de uma empresa por ação, uma sigla para Earning Before Interest and Taxes, ou Lucro Antes de Juros e Impostos, em português.

O P/EBIT auxilia na avaliação do preço de ações de empresas. Por conta disso, ele costuma ser comparado com outros índices como o Lucro Líquido por Ação (LPA) e o Preço sobre Lucro (P/L)

Com o P/EBIT, a análise ocorre através da razão entre o preço da ação e o lucro operacional gerado pela empresa por ação, oferecendo assim uma melhor percepção sobre os ganhos da empresa.

Essa característica é bastante importante, já que existem situações onde o lucro da companhia aumenta de maneira inesperada, seja pela venda de ações ou outra medida não recorrente.

Portanto, o Indicador P/EBIT é uma boa métrica para a análise do preço de uma ação, desconsiderando lucros eventuais.

Como interpretar o P/EBIT?

A análise do P/EBIT permite entender se o preço das ações de uma empresa está dentro ou fora do esperado. Quando o resultado é menor do que o negociado, é possível perceber que o preço da ação está barato quando comparado ao lucro gerado para a empresa. Sendo assim, um bom momento para a compra desse ativo.

Entretanto, no caso contrário, onde o resultado é maior, significa que o preço da ação não está de acordo com o seu lucro gerado. Portanto, representando um melhor momento para a venda. É comum que o P/EBIT seja utilizado para fins comparativos entre empresas de um mesmo setor.

No entanto, vale lembrar que um índice isolado não é suficiente para uma boa tomada de decisões de investimento.

Como calcular o P/EBIT?

É possível calcular o P/EBIT de duas maneiras, representadas pelas seguintes fórmulas:

formula p/ebit

calculo p/ebit

Por desconsiderar em seu cálculo qualquer tipo de lucro que não faça parte da atividade principal da empresa, o P/EBIT permite uma análise bastante assertiva em relação à companhia escolhida.

Exemplo de utilização do P/EBIT

O resultado do P/EBIT pode ser utilizado por investidores dentro da análise fundamentalista.

Em uma situação comparativa entre empresas, ele consegue identificar qual delas está alinhada com seu objetivo, seja a compra ou venda de uma ação.

Seguindo uma lógica de “quanto menor, melhor”, resultado ideal é de até no máximo 10.

Limitações do P/EBIT

Assim como qualquer indicador financeiro, o P/EBIT não deve ser analisado de maneira isolada em uma análise fundamentalista de investimentos.

Apesar de ser bastante eficiente para demonstrar se o preço da ação está coerente com seu lucro gerado, ele representa um recorte do histórico da empresa. Portanto, não é suficiente para realizar uma projeção do futuro da companhia.

Vale ressaltar que esse indicador é muito mais indicado a ser utilizado em uma comparação setorial entre empresas, já que pode relacionar empresas de segmentos semelhantes e potencias de crescimento parecidos.

Além disso, para utilizar o P/EBIT de maneira correta, é importante limitar sua comparação entre empresas do mesmo setor. Assim, o resultado não sofre distorções causadas por contextos diferentes dos negócios.

Foi possível saber mais sobre P/EBIT? Deixe suas dúvidas nos comentários.

2 comentários