Amortização

A

O que é Amortização?

A amortização pode ser definida como a atividade de registrar a ocorrência de diminuição do valor relativo aos bens intangíveis que referem-se ao ativo permanente de uma organização.

De forma simplificada, amortização é quando ocorre a perda de valor do capital aplicado referente a obtenção de um ativo intangível que possua o exercício de duração limitado.

Além do mais, é permitido utilizar um ativo considerado intangível durante um tempo determinado, devido ao prazo do contrato e/ou concessão que vai direcionando o prazo de utilização do ativo para o término.

Logo, através da amortização será possível calcular a perda de valor dos bens, comparado ao tempo restante que a organização poderá utilizá-los.

Além disso, é possível conferir os números de amortização no Demonstrativo de Resultados do Exercício (DRE).

Como interpretar a Amortização?

Primeiramente, para interpretar a amortização é importante compreender que numa empresa existem os bens tangíveis e intangíveis.

Dessa maneira, entre os bens considerados tangíveis, estão:

  • Maquinário;
  • Equipamentos;
  • Estoque de matéria-prima.

Já os bens considerados intangíveis, estão associados aos bens que não possuem existência material, como o direito de patente.

Além disso, os bens intangíveis também podem ser chamados de fixo ou não circulante, dado que, agrupa ativos que, em primeira instância, ficarão com a organização durante um período mais extenso.

Ressaltando que, ambos os bens perdem valor como tempo, passando assim, por uma depreciação. E, no caso, a depreciação precisa ser registrada, visto que, caso os bens intangíveis percam valor, o valor da categoria que eles entram, também diminui.

Sendo assim, interpreta-se a amortização como a depreciação dos bens intangíveis, além do mais, é possível interpretá-la como a perda de valor, não do bem intangível, mas sim, do capital utilizado para realizar a aquisição do bem.

Além disso, interpretar a amortização, possibilita que o analista possa verificar quando a amortização pode ser incluída no cálculo de custos ou despesas, dado que, dependerá do uso do bem intangível.

Como calcular a Amortização?

De início, para realizar o cálculo da amortização é importante estar informado sobre o capital pago referente ao bem intangível. Logo após, será necessário avaliar como está a vida útil do ativo.

E, para finalizar, é importante se atentar ao valor residual, ou seja, o valor aplicado caso seja viável comercializar o ativo depois de um determinado período de tempo, podendo ser quando a vida útil do ativo chegue ao fim ou antes.

Para isso, pode-se usar a seguinte equação:

  • (Valor inicial – Valor residual) / Vida útil

Dessa forma, o resultado da equação é o valor que poderá ser amortizado. Sendo assim, isso serve para que no final da vida útil do ativo, a organização possua capital em caixa para adquirir um novo ativo, sem comprometer a operação empresarial.

Ressaltando que, a soma das quotas amortizadas não podem obter resultados maiores que o custo inicial do ativo. Como também, não é possível realizar a amortização de ativos, que não possuam associação com a produção ou comercialização de bens pela organização.

Diferença entre depreciação e amortização

Apesar de ambos se se referirem a desvalorização de ativos, existe uma diferença entre depreciação e amortização. A amortização é aplicada para ativos intangíveis, enquanto a depreciação é utilizada em ativos tangíveis.

Quais bens podem ser amortizados?

Dentre os bens que podem ser amortizados é válido considerar os bens no qual a utilização pelo contribuinte possua prazo ou contrato limitado, sendo assim, alguns bens abaixos podem ser considerados passíveis a amortização, dentre eles:

  1. Os custos de aquisição, prorrogação, como também, modificações de contratos e direitos de qualquer natureza;
  2. Despesas referentes à organização pré-operacionais ou pré-industriais;
  3. Custos e despesas associadas a reestruturação, reorganização ou modernização da companhia;
  4. O valor dos direitos contratuais referente a exploração de florestas.

Dessa forma, observa-se que a amortização possibilita que as empresas possuam um nível de asserção referente ao planejamento orçamentário mais elevado. Dado que, será possível estimar as reduções necessárias, como também, quando o ativo precisa ser substituído.

2 comentários