Benchmark

B

O que é Benchmark?

Termo genérico, muito utilizado em diversos setores do mercado de trabalho, benchmark é usado como sinônimo de comparação no mundo corporativo.

Além do marketing, do empreendedorismo, e das empresas e startups que buscam inovação, o benchmark é um termo usado também no universo das finanças, e é conhecido como benchmark financeiro.

Benchmark financeiro

Benchmark financeiro trata-se de parâmetros de comparações realizadas por analistas e investidores no mercado financeiro, e tem como objetivo verificar a rentabilidade de um determinado investimento.

Um parâmetro distinto é utilizado para averiguar cada tipo de aplicação diferente. E isso tem a ver com os riscos relacionados a cada investimento.

Portanto, para ter mais segurança e certeza das aplicações, é fundamental que o investidor conheça essas taxas, e realize o benchmark de maneira funcional e eficiente para os seus negócios.

Para que essas comparações sejam feitas de maneira eficaz, e demonstrem os resultados buscados, investidores utilizam índices de referência que ajudam a analisar o desempenho de ativos e de carteiras de investimentos.

Tipos de benchmark financeiro

O benchmark financeiro se divide em dois tipos de função:

  • comparar desempenho de aplicações em renda fixa
  • comparar desempenho de aplicações em renda variável

E para fundamentar o processo de benchmark nos ativos de renda fixa, o mercado baseia a comparação em taxas já conhecidas, como CDI, Selic e o Ptax.

Já para embasar as comparações das aplicações em renda variável, analistas e investidores usam como base índices que estejam relacionados ao Ibovespa.

Vamos destacar brevemente cada um deles, começando pelo benchmark dos investimentos em renda fixa:

CDI

Para investimentos mais conservadores, o CDI, ou Certificado de Depósito Interbancário, é a recomendação.

Os próprios bancos se baseiam no CDI para fazerem o cálculo dos juros de investimentos de renda fixa que oferecem aos clientes.

Selic

Taxa básica de juros da economia brasileira, a Selic é definida pelo Banco Central do Brasil (BC).

Como benchmark financeiro, é muito parecida com o CDI, tendo como diferencial o fato de a Selic acompanhar títulos públicos, enquanto o CDI é utilizado para comparar o desempenho de títulos privados.

Ptax

Também calculada pelo Banco Central, a Ptax é uma taxa baseada na cotação do dólar ao longo do dia.

O benchmark ocorre a partir da variação do dólar frente ao Real, e é utilizado como referencial para aplicações em moedas.

Agora, vamos explicar o benchmark das aplicações em renda variável:

Ibovespa

O principal deles é o Ibovespa, que indica o desempenho de ativos que são negociados na Bolsa de Valores.

Ou seja, o Ibovespa é um índice que trata das altas e das baixas dos investimentos em empresas de capital aberto.

A importância do benchmark

Não é possível ter uma resposta definitiva sobre a performance de uma aplicação se para ela não houver uma base de comparação.

Se uma aplicação tem rendimento de 10%, isso pouco significa se o investidor não utilizar o conceito do benchmark para avaliar se essa rentabilidade é boa ou ruim.

E essa incerteza decorre por diversos fatores, como o tipo de investimento realizado, o nível de risco da aplicação e, principalmente, o desempenho que aplicações similares tiveram.

Sem o benchmark, o investidor é incapaz de ter o conhecimento pleno e real da performance de seus investimentos e suas aplicações no mercado de capitais.

Adicione Comentários