Acionista

A

O que é um acionista?

Acionista é toda pessoa que adquiriu ações de alguma empresa de sociedade anônima, como as que operam na Bolsa de Valores.

Portanto, um acionista é um investidor, e tem um papel fundamental dentro de uma empresa. Neste artigo vamos falar sobre os diferentes tipos de acionistas, quais os seus direitos e deveres, e como eles podem lucrar com os ganhos da empresa.

Tipos de acionistas

Existem três tipos de acionistas e cada um deles exerce um papel diferente, a partir de direitos e deveres que detém na empresa. São eles:

  • controlador
  • majoritário
  • minoritário

Acionista controlador

O controlador é escolhido por meio de votação pelos membros da assembleia geral. Esse investidor é dotado de responsabilidades cruciais na empresa, como a orientação do seu funcionamento e seus mais diversos setores.

É ele quem tem o controle da companhia e é possuidor de direitos de sócio.

Acionista ajoritário

Trata-se do investidor que possui 51% ou mais das ações de uma empresa. Esse acionista tem direito a voto e pode, ainda, ter o controle acionário da companhia.

Acionista minoritário

Este não possui o controle da empresa, tampouco detém a maior parte das ações. Porém, ele recebe informações sobre a companhia e pode acompanhar sua evolução.

Além disso, ele também pode votar, apesar de esse direito se restringir apenas àqueles investidores que possuem ações ordinárias, excluindo os que têm ações preferenciais.

Remuneração de um acionista

Existem duas formas de um acionista ser remunerado e lucrar. São elas:

  • Distribuição de dividendos
  • Juros sobre capital próprio

Distribuição de dividendos

Na distribuição de dividendos, o acionista ganha parte do lucro angariado pela empresa ao longo de um período.

O ganho dos dividendos é proporcional à quantidade de ações que ele tiver de determinada companhia. Ou seja, quanto mais papéis ele possuir, maiores serão seus rendimentos.

É o Estatuto Social da empresa que define a política de distribuição de dividendos.

Juros sobre capital próprio

Já no juros sobre capital próprio, o acionista é remunerado por meio da distribuição das parcelas de lucro das companhias. Portanto, o provento é considerado antes do lucro líquido.

Dessa forma, o pagamento de Juros sobre Capital Próprio traz uma vantagem tributária para as empresas: quanto mais proventos forem pagos dessa forma, menos impostos a companhia terá de pagar.

Isso ocorre porque o Imposto de Renda (IR) será refletido em uma quantidade menor.

Direitos e deveres do acionista

O acionista precisa, acima de tudo, acompanhar o andamento da empresa, conhecer seu funcionamento, seus lucros e suas despesas.

Tendo ciência desses dados, assume a responsabilidade dos seus investimentos, e garante o protagonismo de sua participação na companhia.

Esse profissional não tem a obrigação de tornar-se um especialista no assunto ou no mercado em que a empresa que está investindo opera.

Contudo, é imprescindível que o ele tenha uma base de conhecimento sobre fluxo de caixa e sobre os indicadores de mercado para a realização de análises.

O principal direito do acionista está nos ganhos que ele tem com os seus investimentos, que é a principal finalidade para esse investimento acontecer. E isso se dá por meio da participação dos lucros, conforme abordado anteriormente.

Ou seja, poder participar das decisões da empresa, além de ser remunerado através de seus lucros, são os principais direitos que um acionista possui.

2 comentários