Proventos

P

O que são proventos?

Os proventos são maneiras de remuneração, ou seja, referem-se ao benefício distribuído por uma organização aos seus sócios.

No mercado financeiro o termo proventos é bastante comum, até porque o seu significado é a principal motivação dos investidores. Isto é, os proventos representam os benefícios oferecidos aos acionistas como resultado de boas decisões em relação aos seus investimentos.

Tipos de proventos

Existem quatro maneiras diferentes de se receber proventos no mercado financeiro brasileiro. São elas:

  1. juros sobre capital próprio;
  2. dividendos;
  3. direitos de subscrição;
  4. bonificação.

A seguir, vamos entender melhor o que são e como funcionam cada um dos diferentes tipos de proventos no mercado financeiro.

Juros sobre capital próprio

Esse tipo de provento também é conhecido como JSCP ou JCP. Ele refere-se a remuneração que será realizada em capital e cairá, de forma direta, na conta corrente do investidor que realiza seus aportes em ações.

Vale ressaltar que o pagamento desse provento é restrito ao mercado de capitais do Brasil.

Dividendos

Os dividendos podem ser entendidos como uma parcela dos lucros de uma organização que é direcionada para os acionistas da companhia.

É importante salientar que, dificilmente, a distribuição total dos lucros será efetuada. Isso porque uma parcela do lucro do negócio geralmente é reinvestida na própria empresa, para que a companhia obtenha crescimento.

Portanto, o fato de que o investidor dificilmente terá acesso ao montante total dos lucros da empresa não significa algo negativo; já que o reinvestimento do capital da empresa pode fazer com que, no longo prazo, ela gere montantes ainda maiores de lucros e, consequentemente, de dividendos.

Direitos de subscrição

O direito de subscrição ocorre quando a empresa oferece aos seus acionistas a possibilidade de adquirir novas ações da organização, emitidas em função do aumento de capital da companhia. Dessa forma, o acionista tem a oportunidade de manter a sua proporção de ações na organização.

Vale citar que a possibilidade de adquirir tais ações ocorre no mesmo momento em que a companhia decide aumentar a quantidade delas no mercado, sendo que o valor da subscrição, geralmente, é menor do que o valor cobrado por cada cota individual das ações da empresa.

Bonificação

A bonificação funciona como um tipo de provento que, em geral, é pago em ações, e não em dinheiro. Ela ocorre quando a organização incorpora uma porcentagem do lucro em reserva no seu próprio capital social, emitindo em ações uma quantidade proporcional a este valor.

A distribuição destas novas ações ocorre automaticamente para os acionistas da empresa e, embora o valor de cada papel diminua em valor no mercado, o patrimônio do investidor segue inalterado.

Por exemplo: se uma empresa que vale R$ 100 mil e tem 50 mil ações de R$ 2 anuncia uma bonificação de 100%, todas as ações da companhia passam a valer R$ 1 e o volume de ações vai para 100 mil, mas a empresa segue valendo os mesmo R$ 100 mil.

Em ocasiões mais raras e bastante específicas, a bonificação pode ser recebida em dinheiro pelos acionistas, sendo oferecida como um participação adicional nos lucros da companhia.

Por que empresas pagam proventos?

O pagamento de proventos é feito por empresas de capital aberto, ou seja, que possuem ações negociadas na Bolsa de Valores.

Assim, quando uma empresa de capital fechado decide fazer parte da Bolsa, é necessário que passe pelo processo chamado de IPO (Oferta Pública Inicial). É por meio dele que a empresa abre seu capital e pode, então, ofertar suas ações ao público.

Assim, entende-se que o pagamento de proventos pelas empresas se dá como uma maneira de remunerar os sócios da organização, sendo eles os investidores.

Essa divisão de lucros e ganhos da empresa são referentes a um determinado período e, por isso, também têm uma periodicidade determinada para acontecer, que varia de acordo com cada empresa.

Como é feito o pagamento de proventos?

A Companhia Brasileira de Liquidação e Custódia (CBLC) atua como intermediária responsável pelo processo de pagamento de proventos aos sócios das companhias.

Conforme citado anteriormente, cada companhia tem uma periodicidade determinada para realizar os pagamentos de proventos aos seus acionistas. Dessa forma, quando este período chega para cada empresa específica, a CBLC se encarrega de que os acionistas da empresa recebam os valores a que têm direito em suas contas.

Quais negócios pagam proventos?

As empresas de capital aberto com ações negociadas na Bolsa de Valores são as grandes responsáveis pelo pagamento de proventos. Por isso, os segmentos e tipos de negócios que oferecem esse lucro ao acionista podem ser diversos.

Para quem busca esse tipos de compensação, portanto, é preciso realizar investimentos em ações e priorizar empresas com boa rentabilidade e crescimento para ter mais chances de sucesso. Isso porque, com o crescimento dos lucros, cresce, também, a distribuição de proventos.

1 comentário