Liquidez seca

L

O que é liquidez seca?

A liquidez seca é um indicador que mostra se a empresa é capaz de honrar seus compromissos de curto prazo. Esse é apenas um de três indicadores que avaliam essa questão. É bastante parecido à liquidez corrente, mas seu cálculo exclui o estoque do ativo circulante.

Devido às suas características, a liquidez seca traz uma visão mais conservadora da empresa. Isso porque ela é sempre menor do que a liquidez corrente e mostra se a companhia consegue pagar suas dívidas mesmo sem vender nada do estoque atual.

Assim como outros indicadores de liquidez, os dados necessários ao cálculo estão dispostos no balanço patrimonial da empresa. A vantagem é fazer uma análise mais crítica e real sobre a chance da empresa pagar suas dívidas.

Como calcular a liquidez seca?

De todos os indicadores de liquidez, esse traz informações mais reais sobre a capacidade da empresa em honrar seus compromissos de curto prazo. O resultado é obtido pela fórmula a seguir:

Liquidez seca = (ativo circulante –  estoques) / passivo circulante

Os ativos circulantes são bens e direitos que podem ser convertidos em dinheiro rapidamente. É o caso de:

  • dinheiro em caixa;
  • contas a receber;
  • estoques.

Perceba que, nesse caso, o valor dos estoques sempre deve ser excluído da contagem, como mostra a fórmula. Inclusive, esse é o componente de menor liquidez. Por isso, esse indicador é o que tem resultado mais verdadeiro.

Por sua vez, os passivos circulantes são as obrigações de curto prazo. Para entender melhor, imagine que uma empresa tem os seguintes dados no balanço patrimonial:

  • caixa: R$ 100.000;
  • contas a receber: R$ 50.000;
  • estoques: R$ 20.000;
  • outros ativos circulantes: R$ 10.000;
  • contas a pagar: R$ 200.000;
  • outras dívidas de curto prazo: R$ 25.000.

Primeiro é preciso obter o total de ativos circulantes. O próprio balanço patrimonial traz a soma. Nesse caso, o resultado é de R$ 180.000.

Em seguida, verifique qual é a soma dos passivos circulantes. Novamente, o relatório contábil traz o dado. Nesse exemplo, é de R$ 225.000.

Aplicando os valores na fórmula, temos:

Liquidez seca = (R$ 180.000 – R$ 20.000) / R$ 225.000 = R$ 160.000 / 225.000 = 0,71

Como interpretar a liquidez seca?

Se o índice de liquidez seca for:

  • menor do que 1: os ativos circulantes, desconsiderando os estoques, não conseguem pagar todas as dívidas de curto prazo;
  • maior do que 1: a empresa já tem ativos circulantes suficientes para honrar seus compromissos de curto prazo, mesmo sem levar em conta o estoque;
  • igual a 1: os ativos circulantes, sem estoques, estão na medida para cobrir as dívidas de curto prazo.

Apesar dessa recomendação, é preciso fazer uma observação. Devido à desconsideração dos estoques, a liquidez seca acima de 0,9 tende a ser considerada elevada.

Além disso, existem casos em que o resultado é muito elevado. Quando isso acontece, sinaliza que uma grande quantia de liquidez foi acumulada no período, sem haver o pagamento dos compromissos assumidos.

De toda forma, é preciso sempre analisar as características da empresa. Cada uma tem o seu próprio tempo médio entre recebimentos e pagamentos. Por isso, a comparação deve ser feita sempre entre companhias do mesmo segmento ou com áreas de atuação similares.

Quais são as vantagens de usar a liquidez seca?

O resultado desse indicador mostra a solvência da empresa em curto prazo. No entanto, ele sempre deve ser analisado em conjunto com outros índices de liquidez. Somente dessa forma traz uma análise completa.

Ainda assim, as vantagens do cálculo são:

  • saber se a empresa é capaz de honrar seus compromissos de curto prazo;
  • tomar decisões ais acertadas para melhorar a saúde financeira do negócio;
  • calcular a situação da companhia sem considerar os estoques, o que é importante para negócios que usam muito de armazenamento.

E quais são as desvantagens?

Os itens considerados na liquidez seca nem sempre são bastante líquidos. Por exemplo, na linha de contas a receber do balanço patrimonial, as perdas prováveis nem sempre estão consideradas. Com isso, será possível recuperar somente uma parte do valor contábil.

Por isso, antes de decidir se vale a pena investir em uma empresa, é preciso ir além da liquidez seca. O ideal é fazer uma boa análise fundamentalista e avaliar outros indicadores em conjunto.

Adicione Comentários