Payout

P

O que é Payout ?

O Payout ou Payout Ratio, é um importante indicador do mundo financeiro que pode ser interpretado como a taxa de pagamento. Isso porque o termo representa o percentual de lucro que é pagos aos acionistas de uma empresa por meio de dividendos.

Dessa forma, o Payout se refere ao termo utilizado para definir o retorno proporcionado por um determinado investimento. Por isso, ele é importante para calcular outros importantes indicadores do mercado.

Sem contar que também serve para entender quanto tempo levará para que o valor do investimento inicial de um acionista seja recuperado; indicando, assim, quando um investimento passará a ser considerado, de fato, lucrativo.

Como interpretar o Payout ?

O Payout pode ser interpretado como uma forma de verificar o nível de maturidade de uma organização. Dessa forma, torna-se muito relevante a sua observação.

Isso porque supõe-se que uma empresa recente está em busca de crescimento, expansão e desenvolvimento de novos projetos, priorizando o reinvestimento dos seus lucros no lugar da distribuição de dividendos.

No entanto, companhias mais antigas e já consolidadas com frequência são detentoras de métricas elevadas de rentabilidade. Sendo assim, tendem a distribuir mais dividendos, visto que o crescimento da empresa não será afetado por isso.

Como calcular o Payout?

O Payout oferece a informação do capital que uma organização está retornando para os seus acionistas em comparação ao que está sendo reservado para reinvestir, aumentar o caixa ou pagar dívidas da empresa em questão.

O seu cálculo pode ser feito por meio da divisão dos dividendos totais pelo lucro líquido total, conforme a seguinte fórmula:

  • Payout = Dividendos Totais/ Lucro Líquido

Exemplos de Payout Ratio

Suponhamos que uma empresa teve, no período de um ano, um lucro líquido (depois de descontados impostos, custos e taxas, entre outros) de R$ 100.000,00.

Esta empresa decidiu que, do seu lucro total, distribuiria, por meio de dividendos, R$ 50.000,00 aos seus acionistas. Com tais informações, podemos colocar em prática o cálculo que nos dá como resultado o número de payout da empresa, conforme exposto a seguir:

  • Payout: Dividendos do período / Lucro líquido total do período = %
  • Payout: 50.000 / 100.000 = 0.50

Dessa forma, temos como resposta que o payout da empresa em questão foi de 50% naquele período.

Vale lembrar que a escolha da porcentagem que será distribuída aos acionistas é definida pela própria empresa e, nos casos em que essa informação não consta no estatuto da companhia, ela é obrigada por lei a oferecer um mínimo de 25% do seu lucro líquido total aos seus investidores.

Limitações do Payout

Apesar da importância de estar atento ao payout de uma empresa, é válido conhecer algumas limitações do termo.

Isso porque empresas com um Payout muito alto podem ser considerado por muitos investidores como boas opções para investimentos. No entanto, este dado não significa, necessariamente, que o investimento nesta empresa é um bom negócio.

Isso porque uma empresa que paga níveis extremamente elevados de payout aos seus acionistas pode estar se endividando para poder alcançar tais resultados. Assim, no longo prazo, o investimento nesta empresa pode ser muito negativo.

Da mesma forma, uma empresa que tenha uma porcentagem mais baixa de payout não representa, necessariamente, um mau investimento. Isso porque a porcentagem baixa de dividendos distribuídos pode significar que a empresa está usando boa parte de sua verba para fazer novos e importantes investimentos; o que, no longo prazo, pode trazer ótimos resultados e muito lucro para o investidor.

Adicione Comentários