Dívida Líquida/Patrimônio Líquido

D

O que é a Dívida Líquida/Patrimônio Líquido?

O índice Dívida Líquida/Patrimônio Líquido é bastante utilizado por investidores para avaliar o endividamento de empresas listadas na bolsa.

A Dívida Líquida/Patrimônio Líquido é calculado através da divisão entre a soma do endividamento de uma empresa e o total de bens e direitos que ela possui.

Com o resultado da Dívida Líquida/Patrimônio Líquido, é possível descobrir o quanto um negócio utiliza de capital de terceiros para financiar suas atividades em relação ao patrimônio dos seus acionistas.

Seu valor pode ser representado de forma decimal ou em porcentagem.

Como interpretar a Dívida Líquida/Patrimônio Líquido?

Por ser uma representação do volume de financiamento da empresa por meio de dívida ou recursos próprios, esse indicador mostra se o patrimônio líquido da empresa será capaz de cobrir o valor das dívidas em caso de falência.

Por conta disso, quando menor for o resultado da Dívida Líquida/Patrimônio Líquido, maior é o sinal de que a empresa é saudável financeiramente. Consequentemente, quanto maior o índice, mais alavancada a empresa está, representando um risco para quem decide investir em suas ações.

Isso porque um resultado maior significa que a empresa captou muitas dívidas para conseguir se desenvolver no mercado. É importante destacar que esse múltiplo varia bastante de acordo com cada setor, já que alguns necessitam de mais investimentos externos que outros.

Por isso, é importante que a análise com fins comparativos seja feita entre empresas do mesmo setor do mercado.

Como calcular a Dívida Líquida/Patrimônio Líquido?

Para calcular a Dívida Líquida/Patrimônio Líquido, é necessário entender as informações que fazem parte desse índice.

A Dívida Líquida de uma empresa representa a soma dos seus empréstimos e financiamentos, após a subtração do caixa e equivalentes de caixa da empresa.

Já o Patrimônio Líquido representa o total de bens e direitos que a empresa possui, subtraído do total de obrigações financeiras e débitos.

Sabendo disso, basta utilizar a fórmula:

divida liquida/patrimonio liquido

Exemplo de utilização da Dívida Líquida/Patrimônio Líquido

Supondo que uma empresa terminou o ano com uma dívida líquida de R$20 milhões e possui um patrimônio líquido de R$52 milhões, basta dividir: Com esse resultado, é possível concluir que, no período de análise, essa empresa estava devendo 38,46% do seu patrimônio líquido.

Para fins de avaliação, é recomendado o investimento em empresas que tenham menos de 50% de dívida em relação ao seu patrimônio. Portanto, a empresa do exemplo seria uma opção a ser considerada após a análise de outros indicadores financeiros.

Limitações da Dívida Líquida/Patrimônio Líquido

É importante que a Dívida Líquida/Patrimônio Líquido seja utilizada junto a outros indicadores dentro da análise fundamentalista de investimentos. Isso permite que o investidor possa tomar melhores decisões de investimento e evite a distorção de resultados ao fazer uma análise isolada.

Para utilizar essa métrica de maneira mais eficiente, é importante também que as empresas escolhidas façam parte do mesmo setor de atuação. Assim, a Dívida Líquida/Patrimônio Líquido irá corresponder à estruturas de capital e operações semelhantes, proporcionando um resultado mais assertivo.

Foi possível saber mais sobre Dívida Líquida/Patrimônio Líquido? Deixe suas dúvidas nos comentários.

12 comentários