Agente financeiro

A

O que é agente financeiro?

Um agente financeiro é o profissional ou empresa que opera no mercado financeiro por meio de diferentes transações. Portanto, ele pode ser uma pessoa física ou jurídica e se enquadrar como:

  • garantidor;
  • financiador;
  • endossante;
  • instituição financeira.

Assim, o chamado agente financeiro pode atuar de diferentes formas, o que faz esse termo ser bastante amplo. Por exemplo, pode ser um banco que realiza operações de crédito, como empréstimos e financiamentos. Do mesmo modo, pode ser um profissional autônomo que age como representante de uma empresa.

Quais são os tipos de agentes financeiros?

Esse profissional ou empresa tem ampla atuação. Normalmente, entre os agentes financeiros estão:

Dentro desse contexto, os principais tipos de agentes financeiros são:

  • agente de crédito: tem a função de avaliar as atividades financeiras dos clientes, com foco no endividamento. Acompanha a liberação e a aplicação de capital. Também pode ser uma instituição financeira que oferece diferentes modalidades de crédito;
  • agente financiador: é uma financeira, um banco ou uma empresa de leasing. Entre as instituições que podem se credenciar estão:
    • bancos comerciais ou de investimentos;
    • associações de poupança e empréstimos;
    • sociedades de crédito imobiliário;
    • companhias hipotecárias e de habitação (Cohabs);
    • outras instituições autorizadas pelo Banco Central.

Como os agentes financeiros atuam no Brasil?

Para trabalhar dessa forma, é preciso ter credenciamento junto ao governo. Ele será responsável pelas autorizações para executar as funções de agente financeiro.

Além desse registro, é preciso se cadastrar no quadro de Agentes Financeiros do Sistema BNDES ou como Agente Operador do FGTS. Após isso, é possível começar a atuar e assumiu ou não algum nível de responsabilidade.

Por exemplo, em uma empresa, o profissional pode ser autorizado a cuidar da contabilidade de contas. Nesse caso, ele trabalha com diferentes operações financeira relacionadas a pagamentos, além de emitir relatórios que confirmem a emissão e o lançamento das transações bancárias.

Como escolher um agente financeiro?

Esse profissional é necessário quando se deseja contratar um empréstimo ou financiamento. Nessas situações, é preciso fazer uma boa avaliação das opções disponíveis no mercado.

A análise deve incluir desde instituições financeiras tradicionais até as mais novas. É importante comparar o Custo Efetivo Total (CET), que inclui taxas de juros e outros encargos.

Além disso, é importante considerar a operação realizada. Por exemplo, empréstimos pessoais tendem a ter juros mais elevados do que o crédito consignado.

Em relação à reputação do agente financeiro, pesquise as possíveis reclamações feitas em sites, como o Reclame Aqui. Além disso, avalie o seu nível de confiança em relação à instituição financeira ou profissional autônomo.

Qual a diferença entre analista e agente financeiro?

Os dois profissionais trabalham com as finanças, mas existem diferenças de responsabilidades. O agente financeiro é responsável por empréstimos e financiamentos. Por isso, ele realiza funções que podem ser do analista.

Normalmente, as operações que ambos os profissionais compartilham são:

  • cobrança de dívidas;
  • emissão de boletos bancários;
  • controle de pagamento de parcelas;
  • emissão de nota fiscal;
  • conciliação bancária.

Além disso, o agente financeiro também pode entrar em contato com o cliente para combinar a melhor condição de pagamento dos débitos em aberto.

Adicione Comentários