Dívida Bruta

D

O que é Dívida Bruta?

A dívida bruta é um valor composto pela soma de todas as obrigações financeiras da empresa, isto é, todas as dívidas da instituição que estão em aberto para serem devidamente quitadas. Ressaltando que, devem ser levadas em consideração as dívidas de curto e longo prazo.

Utilizado para verificar a saúde financeira e o grau de endividamento das empresas, o conceito de dívida bruta, também pode ser relacionado às dívidas que são adquiridas pela empresa para financiar o capital de giro da instituição ou expandir seus negócios e operações.

Sendo assim, a empresa pode formar um inventário contábil do quantitativo de dívidas que devem ser geridas, buscando um planejamento financeiro empresarial, para quitar tanto dívidas já realizadas, como obrigações futuras.

Como interpretar a Dívida Bruta?

A dívida bruta pode ser interpretada como um valor utilizado para verificar o grau de endividamento de uma empresa. Assim, para conseguir interpretar a dívida bruta será necessário somar todos os compromissos e obrigações da instituição.

Desse modo, será possível ter uma visão ampliada do modelo financeiro utilizado pela empresa que detém o endividamento, como também, o analista conseguirá verificar as dívidas de curto, médio e longo prazo, que foram adquiridas pela empresa.

Como calcular a Dívida Bruta?

Para calcular a dívida bruta é preciso coletar informações relacionadas ao balanço patrimonial da empresa. Dessa forma, a dívida bruta é calculada mediante a soma das dívidas da empresa durante um curto período de tempo, com as dívidas adquiridas para longo prazo.

Sendo assim, será possível verificar o endividamento da empresa sobre seu patrimônio, através da seguinte fórmula:

  • Dívida bruta = Dívidas da empresa (Curto prazo) + Dívidas da empresa (Longo prazo)

Através do cálculo da dívida bruta, será possível verificar se a empresa possui o endividamento superior ao patrimônio da empresa, ao realizar a comparação entre esses dois valores.

Diferença entre Dívida Líquida e Dívida Bruta

A dívida bruta possibilita a obtenção de uma visão geral do passivo, englobando capital circulante e não-circulante, entretanto, existem outros indicadores que auxiliam na verificação de endividamento de uma empresa.

Entre os indicadores disponíveis no mercado financeiro, está a dívida líquida, que consegue verificar o quantitativo que a empresa possui de dívidas e o valor disponível em caixa, no momento, para pagamento.

Ou seja, enquanto a dívida bruta, representa o total de compromissos financeiros que serão pagos por uma empresa, a dívida líquida, considera o mesmo total, entretanto, é descontado o caixa líquido que a empresa possui no momento.

Limitações da Dívida Bruta

A dívida bruta possibilita que o analista consiga avaliar o grau de endividamento da empresa, verificando o compromisso e as obrigações possuídas pela instituição.

Sendo assim, a dívida bruta está entre os principais valores no mercado financeiro utilizados para verificar a saúde financeira da empresa de maneira mais assertiva.

Porém, a dívida bruta possui limitações, dessa forma, não é recomendado analisar esse valor de forma isolada, e sim utilizar diversas ferramentas de análise, de forma simultânea e complementar.

Foi possível saber mais sobre dívida bruta? Deixe suas dúvidas nos comentários.

4 comentários

  • Analisando os BP da empresa, não identifiquei o valor de PC+PNC igual a dívida Bruta.
    Estou fazendo a comparação errada? ou o valor da Dívida Bruto é retirado de subcontas do PC e PNC?
    Obrigado.

    • Olá, Cássio!
      Os dois termos possuem relação, mas grande parte de suas diferenças são apenas conceituais. Os passivos só podem ser encontrados no Balanço Patrimonial, enquanto a Dívida Bruta é encontrada na DRE e DFC.
      O passivo se divide em: Passivo propriamente dito (passivo exigível) e patrimônio líquido (passivo não exigível). O passivo exigível se subdivide em passivo circulante e passivo não circulante.