Mercado de opções

M

O que é o Mercado de Opções?

Quem é familiarizado com o mercado financeiro já saber que, dentro deste mercado, existem outros, como o mercado de opções, o mercado futuro e o mercado a termo.

O mercado de opções, especificamente, é composto por diferentes operações que fazem o uso de derivativos financeiros para a negociação do direito de compra (calls) ou de venda (puts).

Na maior parte das vezes, o mercado de opções negocia ativos da Bolsa de Valores, embora também possa negociar ativos como contratos de juros, por exemplo.

Este mercado específico funciona como uma espécie de seguro para alguns investidores. Porém, para outros, o pode ser visto como uma ferramenta especulativa, com o objetivo de proporcionar lucros altos durante um curto período de tempo.

Tendo em vista que o mercado de opções atua de forma alavancada, a mínima oscilação no valor do ativo relacionado com as opções podem alavancar a volatilidade desses derivativos, para cima ou para baixo. Sendo assim, fica claro que o mercado de opções oferece a possibilidade de altos ganhos, mas também de perdas.

Como funciona o mercado de opções?

Antes de compreender como funciona o mercado de opções é importante entender todas as características das opções. Isto é, entender o que são ativos-objetos, os prêmios, titulares, vencimento, strikes e lançadores.

Ativo-objeto

Considerada a característica mais importante do mercado de opções, o ativo-objeto determina o ativo do qual a opção de compra ou venda será derivada; tornando-o, assim, um derivativo. Assim, o ativo-objeto é basicamente a mercadoria ou bem que está sendo negociado.

Titulares

O titular pode ser definido como o elemento que efetua o pagamento do prêmio, ou seja, quem compra a opção para obter o direito de comprar ou vender o ativo-objeto.

Lançadores

O lançador de opção é responsável por realizar a venda ou compra do ativo-objeto ao titular. Por isso, ele cede ao titular o direito de comprar ou vender o ativo-objeto da opção e, ao mesmo tempo, assume a obrigação de comprar o ativo-objeto também.

Prêmio

O prêmio pode ser definido como o preço a ser pago pelo titular para obter o direito de comprar ou vender um ativo ao lançador.

Strike

O strike de opção é associado ao preço de exercício, podendo ser de compra ou venda. Por isso, pode ser definido como o valor pelo qual o titular tem o direito de comprar ou vender o ativo-objeto ao lançador durante o exercício da opção.

Vencimento

O vencimento de opção refere-se à data de exercício do contrato do derivativo em questão, ou seja, é o último dia para que o titular exerça o direito de comprar ou vender um ativo associado a opção.

O funcionamento do mercado de opções se dá por meio das negociações na Bolsa de Valores, visto que, quando listadas na B3, as opções têm características pré-definidas, além de data de vencimento estipuladas. Além disso, as garantias exigidas por quem está negociando são estabelecidas pela B3.

Funções do mercado de opções

Dentre as principais funções do mercado de opções está a possibilidade de agir como um agente de seguro ou proteção (hedge) e ser utilizado como um meio de alavancagem.

Por isso, é fundamental compreender ambas funções do mercado de opções. São elas:

Proteção (hedge)

A primeira função do mercado de opções está relacionada à utilização dos ativos para proteger a carteira do investidor, que pode utilizar essa função para tentar reduzir as oscilações do valor do portfólio.

Alavancagem

Outra função ofertada pelo mercado de opções é a possibilidade dos agentes realizarem alavancagem com opções.

Vale ressaltar que a alavancagem deriva do fato das pequenas oscilações – que podem ser positivas ou negativas – do ativo-objeto, fazendo com que o prêmio associado ao derivativo oscile em intensidade maior.

Isto é, promovendo uma intensidade alavancada, o que gera um alto potencial de retorno e, igualmente, de perdas.

Como interpretar o ticker de uma opção?

De início, para começar a realizar operações no mercado de opções, é fundamental entender como são interpretados os tickers de negociação dos derivativos.

O ticker associado a uma opção é composto por uma combinação de cinco letras e dois números. Por exemplo, as quatro letras iniciais irão indicar qual é o ativo-objeto da opção descrita, e o quinto elemento indicará se a opção é referente a compra ou venda, assim como o seu mês de vencimento.

As letras de A a L são utilizadas para reconhecer as opções de compra, sendo que a letra A indica o vencimento será em janeiro, e assim sucessivamente com as demais até L.

Já as letras que vão de M a X indicam as opções de venda, sendo a letra M a representante do vencimento em janeiro e assim sucessivamente.

Por fim, os dois números no final do ticker têm a função de representar o preço de exercício da opção.

Vantagens de investir no mercado de opções

Antes de investir no mercado de opções é importante compreender as principais vantagens desse tipo de investimento.

Entre as principais vantagens desse mercado, podem ser consideradas as altas possibilidades de ganho e a existência, com frequência, de boas opções.

Isto é, não importa como esteja o mercado ou se existem tendências de baixas ou altas: o mercado de opções sempre terá boas opções para o investidor realizar seus investimentos.

Isso se dá porque no mercado existem opções de vendas que proporcionam lucros mesmo com o mercado em baixa. Da mesma maneira, é possível encontrar opções de vendas que geram ganhos quando existe um bom cenário no mercado, ou seja, quando o mercado está em alta.

Além disso, por meio do mercado de opções é possível obter ganhos no curto prazo e sem precisar de uma alta exposição do capital investido.

Por fim, observa-se que existem possibilidades de ganhos atraentes para o investidor que opta por se arriscar; embora também haja riscos.

Desvantagens de investir no mercado de opções

Quando o investidor decide investir nesse mercado, é fundamental compreender as suas desvantagens para que seja possível fazer uma decisão acertada e bem informada.

Entre as principais desvantagens pode-se ressaltar que o mercado de opções é altamente especulativo. Isto é, muitos investidores começam a investir buscando lucros no curto prazo, o que pode ser perigoso pelas grandes oscilações características deste mercado.

Além disso, os fatos relevantes divulgados podem não ser suficientes para garantir que as operações sejam realizadas de forma vantajosa.

Além disso, existe uma chance expressiva de o lançador ter perdas consideráveis nesse tipo de situação. Isso porque, caso as especulações não se cumpram, o lançador ainda tem o dever de arcar com os prejuízos.

Portanto, antes de realizar investimentos no mercado de opções, é fundamental buscar informações sobre o mercado e suas desvantagens.

Principais estratégias de opções

As principais estratégias referentes ao mercado de opções são mais aprofundadas quando comparadas às mais básicas. Elas são divididas em dois grupos, conforme exposto a seguir.

  • Estratégias direcionais: referentes às operações nas quais a direção do preço do ativo-objeto pode ser determinada no resultado final;
  • Estratégias não-direcionais: estratégias nas quais a direção do movimento do preço referente ao ativo-objeto não irá influenciar no resultado da operação.

Quando o investidor decide realizar operações com opções, portanto, ele deve estar ciente de como podem acontecer as oscilações dos preços.

Riscos do mercado de opções

Após compreender todas as vantagens, estratégias e funcionamento do mercado de opções, é fundamental compreender os riscos relacionados a ele.

Por isso, é importante ressaltar que o principal risco oferecido pelo mercado de opções está relacionado à perda permanente de capital.

Geralmente, o retorno obtido por esses derivativos não são altos, podendo gerar mais perdas do que ganhos. Por isso, parte dos investidores que utilizam as opções como forma de alavancagem perdem dinheiro.

Além disso, é importante destacar que as operações no mercado de opções não são investimentos, mas sim ações especulativas.

E, embora os derivativos do mercado de opções possam ser vistos como uma espécie de seguro, existe um preço a se pagar por esta segurança, sendo necessário buscar conhecimento antes de investir.

Vale a pena investir no mercado de opções?

Inicialmente, é válido ressaltar que o mercado de opções pode ser interessante por permitir ao investidor realizar operações na Bolsa alavancando.

Isto é, movimentando uma alta quantia de dinheiro com uma quantidade menor de recursos e exposição. Por isso, a volatilidade das opções, o baixo custo e a alavancagem podem se tornar fatores atrativos para os investidores que têm confiança em operações que envolvem altos níveis de incertezas.

Por isso, para descobrir se vale a pena investir no mercado de opções é importante entender o perfil do investidor e o seu nível de adesão ao risco.

Adicione Comentários